Celular CriptografadoComunição CriptografadaEncrypt PhoneEncrypted CallsGovernoIntegração Sistemas de SegurançaSegurançaSegurança Nacional

Tecnologia utilizada por agências de segurança “ignoram” criptografia de aplicativos de comunicação como WhatsApp, Confide, Telegram, Welbo, Messenger entre outros.”

“Tecnologia utilizada por agências de segurança “ignoram” criptografia de aplicativos de comunicação como WhatsApp, Confide, Telegram, Welbo, Messenger entre outros.” – The Hacker News
(Traduzido para o Português) De acordo com a análise inicial, o vazamento de documentos realizado pelo site WikiLeaks expõe  as capacidades de hacking da CIA e das soluções de invasão utilizados pela agência, incluindo soluções a partir de uso de soluções de mercado a sua capacidade de hackear smartphones e aplicativos populares de mensagens de mídia social, incluindo o aplicativo de mensagens WhatsApp, o mais popular do mundo.

“Essas técnicas permitem que a CIA ignore a criptografia do WhatsApp , Signal, Telegram, Weibo, Confide e Cloackman, cortando os smartphones que eles executam e coletando tráfego de áudio e mensagens antes que a criptografia seja aplicada”, disse o WikiLeaks .

As explorações vêm de diversas fontes, incluindo agências parceiras como a NSA e GCHQ ou soluções de empresas privadas que desenvolvem sistemas que permitem explorar falhas de segurança e desenvolvem malware para hackear smartphones, incluindo iPhones e iPads.

“Até o final de 2016, a divisão de hackers da CIA, formalmente abrangida pelo Centro de Inteligência Cibernética (CCI), tinha mais de 5000 usuários registrados e produzido mais de mil sistemas de hackers, trojans, vírus e outros malwares com armas, ” disse WikiLeaks.

A agência pode ativar remotamente as câmeras e os microfones dos Smartphones à sua vontade, permitindo que invadam as plataformas de mídia social antes que a criptografia possa ser aplicada, afirma WikiLeaks em seu site.

Na matéria ainda são mencionadas as invasões de smartTVs e PCs.

Para conferir toda a matéria (em Inglês) acesse o link http://thehackernews.com/2017/03/wikileaks-cia-hacking-tool.html