Controle de AcessoIntegração Sistemas de SegurançaReconhecimento FacialReconhecimento Facial 2D

EM POUCOS DIAS DE OPERAÇÃO, SISTEMA DE SEGURANÇA POR RECONHECIMENTO FACIAL IDENTIFICA SUSPEITOS EM LOJA NO BRASIL

Pensando em aumentar a segurança de sua loja e identificar os responsáveis por frequentes furtos de mercadorias, a  Loja Mundial Celso Kampa de Araucária (Paraná) inovou e iniciou a utilização de um sistema de segurança por meio de reconhecimento biométrico facial em seu estabelecimento.

A solução permitiu ao empresário cadastrar as faces de todos os indivíduos registrados no passado por seu sistema de câmeras, desta forma foi possível criar uma lista de restrição com os rostos dos  suspeitos pelos pequenos furtos em sua loja.

Com estas imagens e as faces dos suspeitos cadastrados na plataforma de segurança não demorou muito para o sistema identificar e emitir alertas imediatos ao empresário e a equipe de segurança, ao registrar o retorno destes indivíduos ao seu estabelecimento.

Sérgio Celso, gerente, disse que “Já no início avaliamos o sistema como muito eficaz, aliado com uma boa câmera o sistema tem altas taxas de identificação de faces onde em apenas 2 meses já identificamos pessoas e evitamos furtos de mercadorias da loja.”

Os resultados se mostram promissores, e um próximo passo na utilização da tecnologia já esta em curso. Nos próximas semanas o reconhecimento facial será também utilizado na identificação de clientes preferenciais e nos aviso a equipe de venda.

A loja utiliza o software de segurança por reconhecimento facial desenvolvido pela empresa brasileira 2BFace (www.2bface.com) especializada na aplicação da tecnologia para controle de acesso, automação, inteligência de mercado e segurança.

Em contato com o representante da empresa 2BFace, Daniel Valer, foi destacado que “esta não é a primeira vez que um sistema de segurança por reconhecimento facial é utilizado para identificar pessoas restritas mas é o início da utilização desta tecnologia por pequenos, médios e grandes estabelecimentos, isto porque o reconhecimento facial está mais avançado, preciso e principalmente mais acessível para estes empresários, viabilizando a implantação desta tecnologia de segurança em seus estabelecimentos, outro fator importante é que com a internet é possível compartilhar a base de pessoas restritas em quantos estabelecimentos forem necessários, permitindo que a base seja compartilhada por toda uma rede de lojas por exemplo”.